Sindisaude
54 3221.7453
54 9635.0765
14 de Fevereiro, 2017

Centrais convocam protesto contra a reforma da Previdência

Em reunião realizada nesta segunda-feira (13), em São Paulo, as principais centrais sindicais convocaram para 15 de março o Dia Nacional de Lutas com Greves e Paralisações contra a Reforma da Previdência. 

Lideranças da CTB, CUT, Força Sindical, UGT, Nova Central Sindical e CSB também chegaram a um acordo sobre o mote que unifica todas as entidades, que será: Nenhum Direito a Menos. Pela CTB, estiveram na reunião o presidente da central, Adilson Araújo, o secretário-geral, Wagner Gomes, e o diretor executivo Eduardo Navarro.

O objetivo do encontro é organizar um movimento de pressão sobre o Congresso para que ele não aprove a PEC 287, proposta de emenda à Constituição que reforma a Previdência Social e revoga direitos históricos da classe trabalhadora, com forte impacto sobre a população jovem (que deverá trabalhar 49 anos para conseguir se aposentar com benefício integral), os idosos, os trabalhadores e trabalhadoras rurais e as mulheres.

A CTB está fortemente engajada na luta contra esta reforma pretendida pelo governo federal e convoca as suas entidades estaduais e a militância a pressionarem os parlamantares para que o país não tenha de encarar este enorme retrocesso.

"Além de reduzir direitos e benefícios, sempre em detrimento dos mais pobres, a reforma ameaça a economia de milhares de pequenos municípios brasileiros, que dependem das aposentadorias e pensões, e abre caminho à privatização do sistema, cobiçado pelo sistema financeiro", diz Araújo. 

Com informações do Portal CTB

VOLTAR PARA LISTA DE Banner Notícias