Sindisaude
54 3221.7453
54 9635.0765
21 de Junho, 2016

CTB-RS participa de audiência com senador Paim contra reforma da Previdência

Nesta segunda-feira (20/6), o senador Paulo Paim propôs audiência pública com foco nos direitos dos trabalhadores ao debater a Previdência Social, trabalho escravo, terceirização, e negociado sobre o legislado. O parlamentar também vinculou a atividade à defesa da democracia e cedeu espaço para que juízes e procuradores denunciassem os cortes significativos que a Justiça do Trabalho gaúcha sofreu, recentemente.

A atividade marcada para as 14h, na Casa do Gaúcho, contou com a presença de dirigentes de todas as centrais sindicais, representantes da Associação Gaúcha dos Advogados Trabalhistas (Agetra), Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 4ª Região (AmatraIV), Ministério Público do Trabalho (MPT-RS) e Tribunal Regional do Trabalho (TRT–RS).

Na abertura da audiência, o senador explicou que estava percorrendo o país com a mesma proposta de audiência e, em todos os estados, defendia com veemência a democracia. Paim afirmou também que a Previdência não está falida e não é necessário retirar nenhum direito dos trabalhadores. Através de dados apresentados por auditores da Previdência, em 2014, mais de R$ 500 bilhões de reais foram sonegados do órgão. Diante disso, o senador se disse contrário à proposta de fixar 65 anos como a idade mínima para se aposentar no Brasil. Para finalizar, abordou diversas questões. “Espero que a nossa presidenta volte logo e que esse governo provisório seja extinto, mas o Ministério da Previdência precisa ser reconstituído imediatamente. Não podemos nem pensar em ampliar a terceirização como atividade-fim. Trabalho escravo, nós não regulamentamos e, sim, proibimos”, ratificou.

 Fonte: CTB RS

 

VOLTAR PARA LISTA DE Banner Notícias