Sindisaude
54 3221.7453
54 9635.0765
16 de Agosto, 2016

Força-Tarefa do MPT investiga condições de trabalho no hospital Unimed de Caxias

Começou, às 8h desta terça-feira (16/8), a segunda operação da força-tarefa de adequação das condições de saúde e segurança no trabalho em hospitais no Rio Grande do Sul. O alvo agora é Hospital Unimed Caxias do Sul, localizado na rua Carlos Bianchini, 1.744, bairro Marechal Floriano. O Município está localizado na Serra gaúcha, a 128 km da Capital, Porto Alegre. O grupamento operacional é coordenado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT). O objetivo é investigar as condições de saúde e de segurança dos trabalhadores, em todos os postos de trabalho, à semelhança do que é feito nos frigoríficos, desde janeiro de 2014. Os principais problemas enfrentados no setor são doenças de coluna pelo esforço de movimentar pacientes, acidentes com perfurocortantes e contaminação biológica. Atualmente, o hospital caxiense tem 780 empregados. Diversos documentos foram solicitados ao nosocômio. O grupamento operacional se dividiu em quatro equipes para otimizar a fiscalização: ergonomiasaúde do trabalhador e da trabalhadora / dimensionamento de pessoalsegurança e habilitação / responsabilidade profissional. A inspeção deverá se estender até a próxima sexta-feira (19/8), quando a empresa será notificada do resultado.


     Em 22 de julho, o MPT havia entregue notificação recomendatória ao Hospital Mãe de Deus (HMD), em Porto Alegre, destacando aspectos urgentes de insegurança no trabalho que precisam de correção em prazos concedidos de até 90 dias. O documento, elaborado ao longo de operação de três dias, realizada de 19 a 21 de julho, foi resultado da primeira operação da força-tarefa. O calendário prevê realização de outras ações em vários hospitais gaúchos.

 A operação tem apoio técnico da Fundação Jorge Duprat Figueiredo, de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro), ligada ao Ministério do Trabalho (MT), e de 6 Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerests): Canoas, Caxias do Sul, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Porto Alegre e Santa Cruz do Sul, vinculados ao Ministério da Saúde, além do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado do Rio Grande do Sul (CREA-RS). O movimento sindical dos trabalhadores também participa com o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Caxias do Sul (Sindisaúde), que abrange 27 municípios da Serra, atingindo cerca de 14 mil profissionais. Relatórios dos parceiros instruirão inquéritos civis (ICs) instaurados no MPT em Caxias do Sul.

     A ação tem participação de 23 integrantes. Pelo MPT, o coordenador estadual da Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho (Codemat), procurador do Trabalho Ricardo Garcia (lotado em Caxias do Sul). Entre os parceiros, pelo Centro Estadual do Rio Grande do Sul (CERS) da Fundacentro, 2 servidores: o diretor Luiz Gustavo Iglesias e a chefe de Serviços Técnicos, engenheira de segurança Cristiane Paim da Cunha. Pelos Cerests, 8 servidoras: as médicas Adriana Skamvetsakis (Santa Cruz do Sul), Jaqueline Lenzi Gatti Elbern (Porto Alegre) e Juliana Lima Barbosa Fiuza (Palmeira das Missões e Passo Fundo), o técnico em segurança do trabalho Ben Hur Monson Chamorra (Caxias do Sul), os enfermeiros Cleber da Silva Brandão (Canoas) e Flávia Marcieli Mucha (Passo Fundo), a fonoaudióloga Cíntia Corrêa Blini (Palmeira das Missões) e a fisioterapeuta Ida Marisa Straus Dri (Caxias do Sul).

     O CREA atua com 6 profissionais: o gerente de fiscalização, engenheiro Marino José Greco, o chefe do Núcleo de Suporte Técnico da Fiscalização, engenheiro Marcelo Martins Corrêa de Souza, os supervisores de fiscalização da Serra / Sinos, Alessandra Maria Borges (Caxias do Sul) e do Norte / Noroeste, Luiz Claudemir de Araujo (Três Passos), e os agentes-fiscais Felipe de Figueiredo Pinto (Porto Alegre) e Heber Ferreira de Oliveira (Caxias do Sul). A ação é acompanhada, ainda, por 5 diretores do Sindisaúde: presidente Danilo Gonçalves Teixeira, vice-presidente Clari Maria Muller, secretária-geral Bernadete GiacominiAlexssandro de Goes e Fabrício Soares Borges. Estão acompanhados da fisioterapeuta e especialista em ergonomia Carine Taís Guagnini Benedet (Caxias do Sul).

Fonte: MTP 4ª Região

 

 

VOLTAR PARA LISTA DE Banner Notícias