Sindisaude
54 3221.7453
54 9635.0765
12 de Novembro, 2015

Governo decreta emergência para casos de microcefalia em Pernambuco

 Ministério da Saúde decretou situação de emergência em saúde pública de importância nacional devido ao aumento de casos de microcefalia em recém-nascidos em Pernambuco. O Estado nordestino registrou 141 casos suspeitos da doença, em 44 municípios, a maioria deles identificados nos últimos quatro meses. A média anual de casos é de 10. Há ainda notificações no Rio Grande do Norte e na Paraíba, mas em menores proporções.

"Estamos em uma situação inusitada em termos de saúde pública. Com a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco, criamos um protocolo para investigar as causas, que inclui exames clínicos, de imagem e laboratoriais", afirmou o ministro da Saúde, Marcelo Castro. A análise dos resultados está sendo feita pelo Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco) e o Centro de Pesquisas Ageu Magalhães, da Fiocruz. O caso foi comunicado à OPAS (Organização Pan Americana de Saúde) e à OMS (Organização Mundial de Saúde).

Bebês com microcefalia nascem com perímetro cefálico menor do que a média. O problema pode ser provocado por uma série de fatores, desde desnutrição da mãe, abuso de drogas até infecções durante a gestação, como rubéola, toxoplasmose, citomegalovírus.

 Fonte: UOL

VOLTAR PARA LISTA DE Banner Notícias