Sindisaude
54 3221.7453
54 9635.0765
19 de Agosto, 2020

Sindisaúde e FSG firmam parceria para pesquisar condições de saúde mental de profissionais que atuam no combate à Covid-19

Uma pesquisa em em Caxias do Sul busca mapear como estão as condições de saúde mental dos profissionais que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus. O projeto é do curso de Psicologia da FSG - Centro Universitário e busca identificar o aparecimento de sinais de estresse, ansiedade e depressão entre esses trabalhadores. A primeira etapa consiste no envio de questionário aos profissionais, o que começou na terça-feira (18). O trabalho conta com a parceria do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde de Caxias do Sul e Sindicado dos Servidores Públicos (Sindiserv). 

Outras duas etapas estão previstas. Uma delas é o reenvio desse questionário em outubro para avaliar a evolução do quadro. A outra é a chamada fase qualitativa, que ocorrerá entre esses dois períodos. Nela, serão realizadas entrevistas individuais com profissionais que tiverem interesse, com o objetivo de entender melhor a vivência dos profissionais de saúde nesse período de pandemia. 

O questionário é voltado não apenas a profissionais com formação na área da saúde, mas também trabalhadores que atuam em serviços como higienização, segurança, transporte e cozinha. Para o levantamento de dados, a instituição poderá contar com cerca de de 7 mil associados as duas entidades, mas o número de profissionais atuando na linha de frente do combate ao coronavírus tende a ser maior porque há profissionais não filiados aos sindicatos. 

Para atender aos critérios que embasam cientificamente a pesquisa, será necessário coletar informações de ao menos 500 voluntários. O projeto é liderado pelas professoras Ana Claudia Zampieri e Cássia Ferrazza Alves. Coordenadora do curso de Psicologia da FSG, Ana explica que o questionário a que os voluntários são submetidos leva em torno de 20 minutos para ser respondido. 

Fonte: Com informações do Pioneiro

VOLTAR PARA LISTA DE Banner Notícias