Sindisaude
54 3221.7453
54 9635.0765
24 de Outubro, 2016

Pesquisa identifica perfil dos casos de acidentes de trabalho envolvendo profissionais de enfermagem em Caxias do Sul

A pesquisa sobre o perfil dos casos notificados de acidentes de trabalho com exposição a material biológico em profissionais de enfermagem no município de  Caxias do Sul foi apresentada em palestra na sede do Sindisaúde na sexta-feira (21/10), pela bacharel em enfermagem Volonice Cardoso Daros.

A atividade integrou a programação da campanha Outubro Rosa Novembro Azul, promovida pela Feesers e Sindisaúde de Caxias, com apoio do Coren-RS e Sindicato dos enfermeiros do Rio Grande do Sul (Sergs).  

Velonice explicou que a pesquisa possibilitou identificar os acidentes de trabalho e traçar o perfil epidemiológico do profissional acidentado.

Entre as conclusões, as pesquisadora destacou que o trabalho se caracterizou por pessoas jovens entre 20-34 anos, totalizando em 65% dos acidentados. Dp total de acidentes com material biológico, 86,6% tem ocupação de técnicos de  enfermagem, enquanto que 11,6% são enfermeiros. Quanto ao gênero há significativa predominância do sexo feminino, totalizando em  92,5%. Em relação ao sexo masculino foram 7,5%.

O estudo mostrou também que apesar de ser vetado pela NR-32, o reencape de agulhas ainda vem acontecendo, apresentando 3% das notificações por esse procedimento.

Velonice destacou ainda que o procedimento cirúrgico  é a principal causa dos acidentes de trabalho entre os profissionais, ficando com 12,5% dos casos, atingindo, basicamente o técnico de enfermagem.  

Para minimizar as ocorrências de acidentes de trabalho, Velonice Daros recomenda a adoção de medidas preventivas, consideradas de suma importância, uma vez que os riscos à saúde do trabalhador de enfermagem são constantes.

VOLTAR PARA LISTA DE Banner Notícias