Sindisaude
54 3221.7453
54 9635.0765
04 de Fevereiro, 2016

CTB pede agilidade no envio do projeto que define salário mínimo regional

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB-RS), juntamente com outras centrais sindicais, federações de trabalhadores e sindicatos, realizou um ato, na manhã desta quarta-feira (3/2), em frente ao Palácio Piratini, a fim de pressionar o governador Sartori a enviar o mais rápido possível projeto de lei com novo reajuste para o Mínimo Regional 2016. Os sindicalistas estão preocupados com a demora do Governo para resolver o assunto, tendo em vista que a data-base do piso regional é 1º de fevereiro. Além de cobrar celeridade do executivo, as centrais exigem o mesmo índice que atualizou o Salário Mínimo Nacional, ou seja, 11,68%.

No final da manhã, o chefe da Casa Civil, Márcio Biolchi, recebeu representantes dos trabalhadores para apresentar posicionamento do Governo sobre o tema. O presidente da CTB-RS, Guiomar Vidor, participou da reunião. “Esse encontro foi construído a partir de pedido das centrais sindicais, com articulação do deputado estadual Elton Weber. Temos de positivo que o governo assumiu o compromisso com as centrais, deputados presentes e secretário do Trabalho de que esse projeto será encaminhado à Assembleia Legislativa até final da próxima semana. Após o envio do projeto ao legislativo, veremos se ele atende o interesse dos trabalhadores, caso contrário, iremos através de deputados da Casa construir uma emenda alternativa que reponha pelo menos a inflação do período”, esclareceu Vidor.

Atualmente, o Mínimo Regional é um importante instrumento de defesa e desenvolvimento econômico para mais de 1,3 milhão de trabalhadores e trabalhadoras gaúchos. “O Mínimo Regional tem uma repercussão social, mas, sobretudo, econômica porque significa maior poder de compra, mais consumo e aumento de empregos, gerando uma maior arrecadação de impostos. Por isso, a perspectiva é que esse processo de mobilização se intensifique”, afirmou o presidente da CTB-RS.

FONTE: PORTAL CTB

VOLTAR PARA LISTA DE Notícias Destaque