Sindisaude
54 3221.7453
54 9635.0765
18 de Setembro, 2020

Trabalhadores da Unimed e setor privado aprovam reajuste salarial para dissídio 2020

Funcionários da Unimed Nordeste aprovaram em assembleia na tarde desta quarta-feira (16/09), a contraproposta patronal referente ao dissídio coletivo do setor. A proposta aprovada prevê reajuste nos salários de 3,31% em duas parcelas, sendo a primeira de 2,31% a contar de 1º de outubro de 2020 e a segunda, em 1º de março de 2021. Os percentuais apresentados são resultado de diversas reuniões de negociações entre a diretoria do Sindisaúde e representantes da classe patronal.

A presidente do Sindicato, Bernadete Giacomini, observou que, infelizmente, estamos atravessando um período de pandemia e, neste momento – quando profissionais da saúde deveriam ser reconhecidos, isso não está acontecendo. Ela lembrou ainda que os trabalhadores e trabalhadoras que estão na linha de frente são os que mais sofrem. “Muitos foram positivados e estão afastados do trabalho, outros pediram demissão porque não suportaram a pressão”, afirmou.

SETOR PRIVADO

Trabalhadores e trabalhadores do setor privado votaram pela aprovação da contraproposta patronal, referente ao dissídio da categoria deste ano. Pela proposta, os profissionais receberão reajuste de 3,31% a para salários até R$ 2.250,00. Este reajuste será aplicado da seguinte forma: 1% a partir de 1º de setembro de 2020; 1% em 1º de janeiro de 2021 e 1,31% a contar de 1º de março de 21. A assembleia dos trabalhadores foi realizada no dia 17/09, na sede do sindicato.

Para os salário que ultrapassam R$ 2.500,00, o reajuste será de 1,50% aplicado em duas vezes: 1% a partir de 1º de setembro de 2020 e 0,50%, a partir de  1º de fevereiro de 21.

VOLTAR PARA LISTA DE Notícias Destaque