Sindisaude
54 3221.7453
54 9635.0765
06 de Agosto, 2013

Sem proposta, trabalhadores do Hospital Saúde seguem em greve

Os trabalhadores do Hospital Saúde de Caxias do Sul decidiram na manhã desta terça-feira (06/08) manter a paralisação até às 19 horas. Os profissionais estão de braços cruzados desde as primeiras horas da manhã. A categoria reivindica 12% de reajuste salarial, piso de R$ 1.500 e gratificação para setores fechados (bloco cirúrgico e UTI) de  R$ 180. Hoje o piso é de  R$ 1.100. 

 

Segundo o presidente do Sindisaúde, Danilo Teixeira, 90% dos cerca de 450 funcionários aderiram à greve. Por volta de 6 horas da manhã um grupo de funcionários já estava nas principais entradas do hospital. Médicos e enfermeiros que chegavam eram convidados a deixar os veículos do lado de fora do pátio de estacionamento. Poucos profissionais  entraram para trabalhar.  O bloco cirúrgico, considerado o mais importante para o hospital, está totalmente paralisado.  Estão funcionando somente os setores de urgência e emergência.   
Danilo Teixeira  lembra  que a pauta do dissídio coletivo foi apresentada ao sindicato patronal ainda em janeiro, mas até agora não foi possível avançar nas negociações. A direção do hospital, por sua vez, ofereceu apenas  7,5% de reajuste, percentual considerado vergonhoso  pelos trabalhadores.  No final da tarde haverá uma assembleia em frente ao hospital para definir os rumos do movimento. 
 
VOLTAR PARA LISTA DE Notícias